sábado, 25 de fevereiro de 2012

Crítica: Tucker and Dale vs Evil (2010)



FICHA TÉCNICA:

Título Nacional: Tucker e Dale Contra o Mal
País Origem: EUA
Realizador: Eli Craig
Género: Comédia / Terror
Duração: 89 minutos









Tucker (Alan Tudyk) e Dale (Tyler Labine), são dois sujeitos muito simples, que compraram uma casa abandonada numa floresta, e que têm como objectivo restaurá-la e fazer desta a sua casa de férias, aquela que tanto sonharam. Pelo caminho cruzam-se com um grupo de estudantes universitários, os quais, depois de uma série de acontecimentos estranhos, tomam Tucker e Dale por assassinos psicopatas. Tudo se complica quando uma das jovens cai ao lago e é salva por Tucker e Dale, estes vêem-se perseguidos pelo grupo de estudantes que tomaram o salvamento como sendo um rapto e não o contrário.


Depois de ter seguido este filme pelos festivais de cinema por onde passou, estava muito curioso para o ver, e posso dizer que não me desapontou.

Tucker and Dale Contra o Mal é um filme que mistura de forma muito inteligente, o cinema de terror com a comédia “non-sence”, tudo isto num festival de gore e de puro divertimento, assente nas mortes mais hilariantes e originais que poderá assistir num filme. Com um argumento muito original, o filme consegue nunca cair em exagero, o que facilmente poderia ter acontecido. E o que dizer das interpretações de Alan Tudky e Tyler Labine nos papéis principais, estão simplesmente geniais e contribuem de forma directa para o sucesso deste filme. 

Para quem gosta de filmes de terror cómicos, com muito gore à mistura, este é realmente um filme a descobrir.


Nota: 7/10

Crítica por Paulo Saraiva

1 comentário:

  1. Ando a muito tempo para ver este filme, sendo que tinha algum receio que nao estivesse a par com a qualidade dos actores principais(gostomuito do trabalho deles em televisao)
    Vou dar uma hipotese devido a tua critica =)

    ResponderEliminar