terça-feira, 11 de setembro de 2012

Crítica: Hope Springs (2012)



FICHA TÉCNICA

Título Nacional:
Terapia a Dois
País Origem: EUA
Realizador: David Frankel
Género: Comédia / Drama
Duração: 100 minutos

Trailer










Terapia a Dois "Hope Springs" dirigido por David Frankel, responsável entre outros pela realização de O Diabo Veste Prada (2006) e Marley & Eu (2008), apresenta-nos desta feita a um casal cujo casamento de 30 anos se encontra em declínio e à beira do colapso.

Kay (Meryl Streep) e Arnold (Tommy Lee Jones) representam o típico casal no qual a magia do amor se desvaneceu, no qual a rotina do dia-a-dia toma conta da relação e se perde muita da intimidade e cumplicidade que une duas pessoas. 


Frustrada e inquietada com a situação Kay acaba por inscrever o casal numa semana de terapia conjugal em Hope Springs, orientada pelo Dr. Feld (Steve Carell) na qual confrontam os seus medos, receios e fantasias ... tudo aquilo necessário à salvação do seu casamento e relação de tantos anos. É no decorrer destas sessões que ocorrem alguns dos melhores diálogos, e nas quais sobressaem as interpretações de "Meryl" e "Tommy", que nos tocam ao demonstrar a condição humana que define as personagens que tão bem desempenham, e que ao fim de contas nos faz torcer por eles. 


No cumpeto geral é uma Comédia Romântica quente e acolhedora, enfim uma óptima alternativa aos actuais Blockbusters que invadem as salas de cinema, aconselho a sua visualização a todos os enamorados pela vida, são 100 minutos bem passados e descontraídos. Longe de leviana a mensagem que transmite, que nos leva a pensar naquilo que por vezes tomamos por adquirido e que merece mais que tudo o nosso empenho e dedicação. 

"Temer o amor é temer a vida e os que temem a vida já estão meio mortos"

Bertrand Russell


O Melhor - As interpretações de Meryl Streep e Tommy Lee Jones. 

O Pior - Longe de ser uma obra prima não tenho nada a apontar a não ser talvez um resultado previsível mas típico da categoria em que se enquadra.  


Nota: 6.8/10

Crítica por João Santos
 

Sem comentários:

Enviar um comentário